Acaricida e Insecticida para Tomateiro, Morangueiro, Citrinos, Macieira, Pereira, Flores e Ornamentais

Ficha de Produto 

Descrição Geral

Acaricida e Insecticida para Tomateiro, Morangueiro, Citrinos, Macieira, Pereira, Flores e Ornamentais.

Concentrado para emulsão com 18 g/l ou 1,9% (p/p) de abamectina.
Contém ciclohexanol.

Finalidades / Condições de Utilização:

Cultura Pragas Concentração
(ml / hl)
Recomendações
Roseiras
Crisântemos
Craveiros
Orquídeas
Outras Ornamentais
Ácaros
Tetraniquídeos
25-50
ou
500-1.500 ml/ha
Aplicar ao aparecimento das primeiras formas móveis. Não efectuar mais de 2 aplicações seguidas nem mais de 4 aplicações durante o ciclo cultural.
No caso das larvas mineiras na eventualidade de serem necessárias mais aplicações utilizar, em alternância, o Trigard.
Crisântemos
Gerberas
Gipsofila
Larvas Mineiras
Tomateiro Larvas mineiras 60
ou
300-1200 ml/ha
Iniciar os tratamentos ao primeiro sinal de infestação.
Repetir a intervalos de 7 dias ou com o intervalo necessário para o controlo da praga, dependendo do estado fenológico da cultura, do número de gerações da praga e da intensidade da infestação.
Não efectuar mais de 2 aplicações consecutivas, nem mais de 4 aplicações durante o ciclo cultural.
Alternar com o Trigard.
Deve-se assegurar uma boa distribuição da calda em ambas as faces das folhas.
Pereira Psila 75 + 250 Soleol
ou
750-1500 ml/ha
+ 250 Soleol ml/hl
Tratar ao aparecimento da praga mas nunca depois de decorridas 3 semanas após a queda das pétalas.
Macieira Aranhiço vermelho
Ácaros eriofídeos
75
+ 250 Soleol
Juntar 250 ml de um produto contendo 80 % de óleo de Verão.
Aplicar no início da infestação. Se for necessário um 2º tratamento, utilizar um acaricida com um modo de acção diferente.
Aplicar até 2 semanas após a queda das pétalas.
Não efectuar mais do que 1 aplicação.
Morangueiro Ácaros
(Tetranichus urticae
e Phytonemus pallidus)
80-100*
ou
100**
Tratar ao aparecimento da praga.
Efectuar a aplicação de forma a cobrir bem as folhas, utilizando volumes de calda da ordem dos 1.000 a 1.200 l/ha.
No caso de populações muito elevadas, efectuar 2 aplicações seguidas, intervaladas de 7 a 10 dias usando 80 ml de Vertimec por 100 litros de água em alto volume (1.000-1.200 l/ha).
Não efectuar mais de 2 aplicações consecutivas, nem mais de 4 aplicações durante o ciclo cultural.
Citrinos Mineira das folhas dos rebentos dos citrinos 40
+ 250 Soleol
Aplicar logo que se observem os primeiros sintomas de ataque nas folhas dos rebentos novos em crescimento.
Em função do grau de ataque e de crescimento dos rebentos, e na presença de novas folhas, repetir o tratamento com um intervalo não inferior a 14 dias.
Dirigir a pulverização para os rebentos com folhas jovens, molhando bem as folhas ainda em desenvolvimento.
Efectuar no máximo 3 aplicações intervaladas de 14 dias.
Caso seja necessário tratar mais vezes recomenda-se a utilização de Match ou Actara.
Pimenteiro*** Ácaros 50 Recomenda-se uma única aplicação ao aparecimento da praga (P.I.).

* Para um nível populacional inferior a 5 formas móveis / folha.
** Para um nível populacional superior a 5 formas móveis / folha.
*** Ao abrigo dos Usos Menores.

Formulação / Composição

Concentrado para emulsão com 18 g/l ou 1,9% (p/p) de abamectina.
Contém ciclohexanol.



Grupo Químico

Avermectina.

Modo de Acção

O VERTIMEC é um acaricida / insecticida produzido por um microorganismo do solo. Possui um modo de acção único (inibição do GABA) e portanto não apresenta risco de resistências cruzadas com nenhum outro produto conhecido.
Actua fundamentalmente por ingestão embora possua alguma acção de contacto.
O produto é absorvido a partir da superfície e forma um ‘reservatório’ no interior da folha.
A abamectina que fica depositada à superfície da folha é degradada por fotólise em poucas horas. Em macieira e pereira possui uma persistência de acção da ordem dos 60 dias, o que permite efectuar apenas um único tratamento. Em citrinos é de 2 semanas. Nas restantes culturas varia entre 7 e 14 dias.

Finalidades / Condições de Utilização

Cultura Pragas Concentração
(ml / hl)
Recomendações
Roseiras
Crisântemos
Craveiros
Orquídeas
Outras Ornamentais
Ácaros
Tetraniquídeos
25-50
ou
500-1.500 ml/ha
Aplicar ao aparecimento das primeiras formas móveis. Não efectuar mais de 2 aplicações seguidas nem mais de 4 aplicações durante o ciclo cultural.
No caso das larvas mineiras na eventualidade de serem necessárias mais aplicações utilizar, em alternância, o Trigard.
Crisântemos
Gerberas
Gipsofila
Larvas Mineiras
Tomateiro Larvas mineiras 60
ou
300-1200 ml/ha
Iniciar os tratamentos ao primeiro sinal de infestação.
Repetir a intervalos de 7 dias ou com o intervalo necessário para o controlo da praga, dependendo do estado fenológico da cultura, do número de gerações da praga e da intensidade da infestação.
Não efectuar mais de 2 aplicações consecutivas, nem mais de 4 aplicações durante o ciclo cultural.
Alternar com o Trigard.
Deve-se assegurar uma boa distribuição da calda em ambas as faces das folhas.
Pereira Psila 75 + 250 Soleol
ou
750-1500 ml/ha
+ 250 Soleol ml/hl
Tratar ao aparecimento da praga mas nunca depois de decorridas 3 semanas após a queda das pétalas.
Macieira Aranhiço vermelho
Ácaros eriofídeos
75
+ 250 Soleol
Juntar 250 ml de um produto contendo 80 % de óleo de Verão.
Aplicar no início da infestação. Se for necessário um 2º tratamento, utilizar um acaricida com um modo de acção diferente.
Aplicar até 2 semanas após a queda das pétalas.
Não efectuar mais do que 1 aplicação.
Morangueiro Ácaros
(Tetranichus urticae
e Phytonemus pallidus)
80-100*
ou
100**
Tratar ao aparecimento da praga.
Efectuar a aplicação de forma a cobrir bem as folhas, utilizando volumes de calda da ordem dos 1.000 a 1.200 l/ha.
No caso de populações muito elevadas, efectuar 2 aplicações seguidas, intervaladas de 7 a 10 dias usando 80 ml de Vertimec por 100 litros de água em alto volume (1.000-1.200 l/ha).
Não efectuar mais de 2 aplicações consecutivas, nem mais de 4 aplicações durante o ciclo cultural.
Citrinos Mineira das folhas dos rebentos dos citrinos 40
+ 250 Soleol
Aplicar logo que se observem os primeiros sintomas de ataque nas folhas dos rebentos novos em crescimento.
Em função do grau de ataque e de crescimento dos rebentos, e na presença de novas folhas, repetir o tratamento com um intervalo não inferior a 14 dias.
Dirigir a pulverização para os rebentos com folhas jovens, molhando bem as folhas ainda em desenvolvimento.
Efectuar no máximo 3 aplicações intervaladas de 14 dias.
Caso seja necessário tratar mais vezes recomenda-se a utilização de Match ou Actara.
Pimenteiro*** Ácaros 50 Recomenda-se uma única aplicação ao aparecimento da praga (P.I.).

* Para um nível populacional inferior a 5 formas móveis / folha.
** Para um nível populacional superior a 5 formas móveis / folha.
*** Ao abrigo dos Usos Menores.

Modo de Preparação da Calda e Utilização

No recipiente onde se prepara a calda, deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de VERTIMEC a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

Para a obtenção de caldas mistas de VERTIMEC com Soleol, colocar num recipiente o Soleol em seguida juntar o VERTIMEC e mexer até obter uma mistura homogénea. No depósito, que já deve conter cerca de 1/3 da água necessária e o agitador em funcionamento, deite lentamente a mistura VERTIMEC + Soleol. Complete o volume de água agitando sempre.

Calibrar adequadamente o equipamento. As concentrações indicadas destinam-se a pulverizações a alto volume, considerando um gasto de calda de 1000 l/ha. Quando se pretende utilizar o VERTIMEC (só ou em mistura com Soleol) com menores volumes de água distribuída por hectare, pelo pulverizador, deve concentrar-se a calda de modo a não exceder a quantidade de produto por hectare que se recomenda para o alto volume.

Intervalo de Segurança, L.M.R. e P.I.

Cultura Intervalo de Segurança (dias) LMR (mg/kg) Produção Integrada
Citrinos 7 0.01 Não aconselhado
Tomateiro 3 0.02 Aconselhado
Pereira 14 0.01
Macieira 14 0.01
Morangueiro 3 0.1 Aconselhado

Em Ameixeira, Morangueiro e Pimenteiro efectuar, no máximo, 1 aplicação.
Melancia
Abóbora
3 0.01
Abóborinha 3 0.02
Agrião 14 0.1
Beringela 3 0.02
Pimento 3 0.05
Ameixeira 28 0.01
Hortelão 14 1.0
Alface de cordeiro
(6-8 folhas)
14 0.1 Não há lista
Couve brócolo
(6-8 folhas)
Couve chinesa
(Pack choi)
Couve Frisada
(6-8 folhas)
Couve Repolho
(6-8 folhas)
14 0.01 Aconselhado
Mostardas
(6-8 folhas)
Rúcula
(6-8 folhas)
Rúcula selvagem
(6-8 folhas)
--- 0.1
Cedro --- ---
Abacateiro 14 0.01
Tomateiro árboreo 0.02 Não há lista
Estragão 1.0
Manjericão
Palmeira
Pinheiro
--- --- ---
Nogueira 60 --- ---
Salsa de raíz grossa 14 0.01 Não há lista
Pepino 3 0.02 Aconselhado
Amora 7 0.1 Não há lista
Framboesa
Eucaliptos
(viveiros)
- - -

Embalagens

Embalagens de 1 l.

Precauções Biológicas

Não aplicar o Vertimec sobre fetos (Adiantum spp.).
Devido à mistura realizada com o óleo de Verão deve-se ter em atenção o seguinte: em macieira e pereira não deve fazer misturas com produtos baseados em captana, ditianão, dodina, enxofre e folpete; não deve aplicar sem terem decorrido, pelo menos, 3 semanas após ou antes da aplicação de produtos com base em captana, ditianão, dodina, enxofre e folpete;
Citrinos – Regar abundantemente as árvores na véspera do tratamento,
não tratar nas horas de maior calor,
não aplicar desde a floração até os frutos atingirem o tamanho de uma noz;
não aplicar o produto através de qualquer sistema de rega.

Precauções Toxicológicas, Ecotoxicológicas e Ambientais

  • Ficha de segurança fornecida a pedido de utilizadores profissionais.
  • Manter afastado dos alimentos e bebidas incluindo os dos animais.
  • Nocivo por ingestão.
  • Não respirar a nuvem de pulverização.
  • Evitar o contacto com a pele e os olhos.
  • Não comer, beber ou fumar durante a utilização.
  • As embalagens vazias deverão ser lavadas 3 vezes, inutilizadas e colocadas em locais adequados à sua recolha; estas águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.
  • Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
  • Perigoso para as abelhas. Para protecção das abelhas e de outros insectos polinizadores, não aplicar este produto durante a floração das culturas.
  • Muito tóxico para os organismos aquáticos, podendo causar efeitos nefastos a longo prazo no ambiente aquático.
  • Para protecção dos organismos aquáticos, não aplicar em terrenos agrícolas adjacentes a águas de superfície.
  • Intervalo de Segurança: 3 dias em tomateiro e em morangueiro; 7 dias em citrinos; 14 dias em macieira e pereira.
  • Tratamento de emergência - Em caso de ingestão, consultar imediatamente o médico e mostrar-lhe a embalagem ou o rótulo.



Nocivo

Perigoso
para
o ambiente

Usos Menores

Cultura Pragas Concentração (ml/hl) Requerente
Amora Aranhiço vermelho 750-1200 ml/ha Lusomorango
Framboesa
Abóbora Larva mineira 60 A.I.H.Oeste
Aboborinha
Agrião C.A.Loures
Alface de cordeiro 50 Iberian Salads
Melancia 60 AVAPI
Beringela A.I.H.Oeste
Couve Brócolo
(6-8 folhas)
50 Iberian Salads
Couve Chinesa
(Pack Choi)
Couve de Bruxelas
(6-8 folhas)
Couve Flor
(6-8 folhas)
Couve Frisada
(6-8 folhas)
Couve Repolho
(6-8 folhas)
Komatsuna
(Brassica)
Mizuna
(6-8 folhas)
Tatsoi
(6-8 folhas)
Hortelã
Mostardas
(6-8 folhas)
Rúcula
(6-8 folhas)
Rúcula selvagem
(6-8 folhas)
Ameixeira Ácaros 75 AVAPI
Nogueira
Abacateiro 1500 ml/ha D.R.A. Madeira
Tomateiro árboreo 60
Estragão 50 Iberian salads
Manjericão
Pimenteiro VOF Atantic Growers
Salsa de raíz grossa Tripes 60
(1.08g s.a.a/hl)
Camposol II
Pepino
(ar livre e estufa)
Ácaros 50-100 AIHO
Cedro Processionária 1-2 ml p.c./10 cm de diâmetro do tronco da planta 15 AGROLOGOS
Palmeira Curculionídeo 20-80 ml p.c /planta
Pinheiro Processionária 1-2 ml/p.c./10 cm de diâmetro do tronco da planta
Eucaliptos
(viveiros)
Ácaros 25-50 ml/hl
(máx. 2 aplicações por ano)
SYNGENTA

Outras Informações

Ficha Técnica

PDF

Ficha de Segurança

PDF

Rótulo

PDF

Esta web usa cookies para melhorar a sua experiência como usuario.

Click aqui para mais informação sobre cookies, como funciona e como desactivar.